27/04/2018 15h04 Cotidiano

A música contra a ansiedade

Pesquisadores holandeses analisaram mais de 80 estudos cegos, controlados e randomizados sobre o uso de música antes, durante e depois de uma cirurgia invasiva. As pesquisas, que coletivamente envolveram mais de sete mil pacientes, foram publicadas entre 1980 e 2016 e comparavam as percepções dos pacientes sobre sua ansiedade e dor com as de um grupo de controle.

Ao todo, eles descobriram que ouvir música esteve associado com menores taxas de ansiedade e dor, independentemente do tipo de cirurgia realizada, a idade ou o gênero do paciente ou quando a música foi tocada. Em comparação com o grupo de controle, houve uma média de diminuição de 21 pontos em uma escala de 1 a 100 de ansiedade; e uma queda de dez pontos na mesma escala, mas para dor. As baixas foram ainda mais profundas quando as taxas de patamar de dor e ansiedade foram comparadas com as avaliações depois de ouvir umas batidas maneiras.

Dito isso, houve diferenças sutis na eficácia da música, dependendo do momento em que ela era tocada e de outros fatores.

O efeito sobre a ansiedade foi maior quando ela era tocada antes da operação, por exemplo, enquanto, para a dor, as maiores quedas nos índices foram observadas ao tocar a música depois das cirurgias. Houve também um efeito ligeiramente melhor quando músicas escolhidas pelos pacientes foram usadas, embora o número pequeno de estudos que exploraram esse aspecto torne difícil garantir alguma influência nisso.

Notícias Relacionadas

Água e Indústria, uma difícil equação

Tesourada

Enem 2018: inscrições batem recorde

Educação de Primeiro Mundo

Comentários