27/10/2016 16h10 Cotidiano

Empresa Potiguar cria projeto que pretende captar biogás a partir da decomposição de lixo orgânico

Captar e distribuir o gás gerado a partir da decomposição da matéria orgânica do Aterro Sanitário da Braseco, localizado na cidade de Ceará-Mirim, na Grande Natal. Em visita realizada nesta quarta-feira, 26, a Diretoria Técnica Comercial da Companhia Potiguar de Gás discutiu o início da análise de viabilidade do projeto de biogás.

O Diretor Técnico Comercial da Potigás, José Ricardo Bezerra, acompanhou as explicações sobre o funcionamento do aterro e as especificações da produção de gás. “Garantimos aos nossos clientes um padrão de qualidade do gás dentro das mais absolutas regras de controle e segurança. Qualquer projeto inovador deve agregar a produtividade da eficiência energética, a segurança da operação, o respeito ao meio ambiente e a economia”, destacou José Ricardo Bezerra. 

Além da reunião, a equipe da Potigás visitou as instalações do aterro que recebe diariamente 1.200 toneladas de lixo de diversos municípios do Rio Grande do Norte, o que geraria uma produção de 12 mil m³ de biogás por dia. A Braseco tem interesse em investir no processo de qualificação do gás dentro das normas estabelecidas pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis para torná-lo apto à distribuição, principalmente entre os clientes industriais e comerciais. “A ideia é colocar o gás como resgate de carbono e o simples fato de queimar o combustível gerar a compensação”, explicou o consultor contratado pela Braseco, Rodrigo Nogueira.

Foram relatadas outras experiências de produção do biogás no país. Uma prática inovadora para diversificar a matriz de produção e agregar ainda mais qualidade ambiental às operações. O aterro já possui um sistema da captação do gás produzido e projeta uma possível parceria com a Potigás. “Temos interesses em trabalhar conjuntamente com a Potigás e poder distribui o biogás comercialmente”, disse o Diretor Presidente da Braseco, Henrique Muniz.

O encontro foi acompanhado pelo Gerente Comercial da Potigás, Franciney Bastista, o Gerente Técnico, José Augusto Rezende, os assessores de Planejamento, Ramid Risério e de Comunicação, Georgia Nery, além do Diretor de Operações da Braseco, Alexandre Bernardes.

Notícias Relacionadas

Tesourada

Alta pressão

Milhares de imóveis da União estão vagos para uso

Mercado vê escassez de talentos para o digital

Comentários