05/08/2017 19h08 Cultura & Rolés

Desejo de Matar: o remake

Desejo de Matar foi uma franquia totalmente filha dos anos 1970. Crua, visceral, a história de Paul Kersey, homem calmo e pacato que vê esposa e filha barbarizadas por bandidos e decide fazer justiça com as próprias mãos caiu como uma luva para os EUA, tomados por violência, polícias ineficientes e extremamente corruptas, Watergate, etc, etc etc.

Era uma época em que heróis atormentados ainda não haviam surgido e não havia questões éticas e morais com respostas ambíguas. Bom era bom, mau era mau. Hoje em dia seria inadmissível um herói fazer algo como Charles Bronson fez com o Ligeirinho, um dos bandidos da área, que ninguém pegava e corria demais. Bem, não correu mais que o cartucho .475 Wildey Magnum do justiceiro.

Por isso mesmo, Willis será Paul Kersey, e se você acha que ele será amaciado, politicamente correto, passando lições de tolerância e compreensão, enganou-se. O patrulhamento hipócrita está falando horrores do trailer, chamando de fascista, racista e todos os “istas” que conhecem. Ou seja: eis um excelente Desejo de Matar!

Notícias Relacionadas

Alinne Rosa fará show em Natal - e os ingressos já estão à venda!

Uma rua para K-Ximbinho

Batalha musical anima a Ribeira no sábado

Far From Alaska é nova banda confirmada pelo Festival Mada

Comentários