04/12/2017 10h12 Esporte

2018: seleção retoma a confiança

O sorteio de grupos da Copa da Rússia 2018 na última sexta-feira foi o momento em que, mais do que nunca, comprovou-se a consolidação de uma fase de retomada da confiança sobre a Seleção Brasileira. Em Maio deste ano, o balanço era de seis marcas a não renovar o acordo de patrocínio com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF): Chevrolet, Samsung, Gillette, Sadia, Michelin e Unimed.

Some-se a isso o esforço da CBF para uma melhor organização dos eventos futebolísticos e organização de congressos. A chegada da Copa da Rússia 2018 é também, na opinião de diversos analistas em Marketing, um momento oportuno para se investir em um dos ícones do Brasil.

O pessimismo com o futebol e a Seleção Brasileira, quando em vigor, acaba contaminando toda a indústria do esporte. Nesse sentido, a conquista da vaga para a Copa é um fato de estímulo aos negócios. Porém, apesar da expectativa positiva no futebol, a recuperação da seleção é considerada um fator isolado no contexto da gestão esportiva brasileira face à administração de entidades esportivas que pouco mudou. Os escândalos e denúncias continuam e isso de maneira geral assusta investidores.

Notícias Relacionadas

Arena das Dunas recebe final do Campeonato Potiguar, América x Globo

Saque na areia

Reforço no PSG

Tocha olímpica chega a Natal neste sábado; confira programação

Comentários